Prévia, uma prévia, mais uma prévia…

Esses eram apenas alguns elementos de todos os que eu poderia usar, mas, por mais que tentasse, não conseguia gerar um todo coerente a partir dessas peças desconjuntadas. Tenho certeza de que é uma sensação com a qual todos os artistas e escritores estão familiarizados… a de que há algo incrivelmente bom pouco além da ponta dos dedos. É frustante e enfurecedor. Ou a gente se entrega ao desespero ou segue em frente. Em desacordo com todas as minhas inclinações, decidi seguir em frente.

(“Esses” = referências literárias e artísticas para o Alan Moore, quadrinista, criar o clássico dele, “V de vingança”. É um trecho de um texto do próprio Moore, publicado como posfácio na edição brasileira da editora Via Lettera, justamente sobre o processo de criação de “V”.)

Anúncios

Um comentário sobre “Prévia, uma prévia, mais uma prévia…

  1. Alan Moore é o cara – fez uma das melhores obras sobre a tirania e o totalitarismo de todos os tempos e, de quebra, mesmo que indiretamente, nos proporcionou e bela visão de Natalie Portman careca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s