A sustentável leveza do ser

Preciso te contar uma coisa. Aconteceu uma coisa incrível comigo. Eu tinha começado a ler justamente  “A insustentável leveza do ser”. Não que eu não estivesse gostando, eu estava lendo avidamente, mas minha leitura foi subitamente interrompida por um fato inesperado: eu perdi o livro. Eu já tinha lido uns dois terços do livro, então eu estava bem familiarizado com Thomas, Tereza, Sabina e até a Karenin. E justo quando eu voltava da casa dos meus pais, fui guardar o carregador do celular num compartimento diferente da mala, de lá dentro, depois desse tempo todo, surge o livro. Parece que ele ficou se escondendo esperando o momento ideal para ser encontrado.

Anúncios

3 comentários sobre “A sustentável leveza do ser

  1. pois é. ser assim é leve: as coisas vão acontecendo. mas e aí? terminou? sensacional, nom? enfim, passei pra visitar teu espaço, vou linkar lá no meu! bjo!

  2. pô, tenho que admitir que quando li os primeiros posts achei um pouco chato. mas, lendo esse último e o do gato xadrez hoje, reparei em algo diferente. parece que vi qualquer coisa disso que eles chamam de crônica talvez. tem algum tipo insólito de poesia, com essa coisa de cotidiano. gostei mais do ‘gato xadrez’ até. e acho que vc provavelmente escreve melhor isso quanto menos tenta “escrever bem”. mas isso, se for verdade, é uma coisa que a gente tem que aprender com o tempo.
    abraço!

  3. Olá,

    estou reativando meu blog sobre cinema: o Imagem em Movimento.

    Fiquei uns anos sem escrever, mas agora estou voltando.

    um abraço,

    Christian

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s